PT EN ES

Notícias

31/Janeiro/2017

Tecnologia, pessoas e gestão: pontos a serem trabalhados para reduzir perdas por furtos

Tecnologia, pessoas e gestão: pontos a serem trabalhados para reduzir perdas por furtos

As perdas nas atividades de comercialização de bens associadas a roubos, furtos e problemas operacionais atingiu a marca de 2,25% do faturamento líquido das empresas varejistas brasileiras, conforme estudo anual divulgado em dezembro/2016 pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR). Doces e bebidas (quase 50%) nos supermercados e calças e tênis nas lojas de moda são os itens mais furtados no varejo nacional.
Hoje, porém, o Brasil tem tecnologias e formas de gestão de equipe e processos que podem diminuir as perdas no varejo em até 80%. Em períodos de crise econômica, é vital investir em tecnologia para reduzir as perdas de mercadorias, oriundas de furtos internos e externos e, consequentemente, aumentar os lucros. Para evitar uma significativa redução na rentabilidade do negócio, a prevenção de perdas precisa ser colocada em prática, preferencialmente no primeiro mês do ano, para que a equipe esteja bem preparada, principalmente antes das grandes datas comerciais.
Segundo Luiz Fernando Sambugaro, diretor de Comunicação da Gunnebo Brasil e especialista em prevenção de perdas no varejo, os supermercados reportam uma expressiva perda de 2,26% sobre o faturamento. No segmento de Perfumaria e Magazine, os índices gerados por furto interno e externo estão na proporção de 70% e 68%, respectivamente. Nas drogarias esse índice chega a 38,5%, mas ele tende a aumentar quanto mais tais estabelecimentos se transformarem em lojas de conveniência e perfumaria, destaca o especialista.
Apesar da importância já amplamente discutida no mercado sobre o departamento de Prevenção de Perdas e do retorno imediato que é gerado por ele, apenas 30% dos departamentos se reportam ao primeiro executivo da empresa, local mais apropriado a seu nível de reporte.
“Os demais 70% se reportam às áreas de operações ou comercial, que são áreas geradoras do aumento nos índices de perdas. É preciso considerar, de uma vez por todas, que Prevenção de Perdas só se faz de cima para baixo”, destaca Sambugaro.
Para Sambugaro, para um bom gerenciamento das perdas é essencial considerar três pontos: tecnologia, pessoas e gestão (normas e procedimentos). A tecnologia deve ser atualizada, compatível com o nível do negócio, de origem confiável e de razoável custo-benefício favorável ao empreendimento. Por outro lado, é necessário ter bons funcionários, treinados e atualizados, alinhados com os objetivos da empresa e conscientes das potenciais perdas inerentes ao negócio, para que possam contribuir com a redução. Outro ponto é ter uma boa gestão, com normas e procedimentos, pois é ela que dará a direção e a forma de se cumprirem as atividades da empresa, em todas as áreas.

Fonte: http://www.segs.com.br/seguros/51013-varejo-brasileiro-e-um-dos-que-mais-tem-perdas-no-mundo.html



Notícias Relacionadas

Segurança cresce como prioridade para investimentos em tecnologia nos aeroportos Segurança cresce como prioridade para investimentos em tecnologia nos aeroportos
Tipos de perdas no varejo e oportunidades para revertê-las Tipos de perdas no varejo e oportunidades para revertê-las
Seu negócio possui um plano de gerenciamento de riscos? Seu negócio possui um plano de gerenciamento de riscos?
Segurança: nós e as portas giratórias Segurança: nós e as portas giratórias
Detector evita entrada de dois celulares em penitenciária do interior de SP Detector evita entrada de dois celulares em penitenciária do interior de SP
Segurança não é produto de prateleira Segurança não é produto de prateleira
Agentes encontram celulares e drogas durante revistas em penitenciárias Agentes encontram celulares e drogas durante revistas em penitenciárias
Dicas para desenvolver um projeto de segurança eficiente Dicas para desenvolver um projeto de segurança eficiente
Portas giratórias: uma questão de segurança Portas giratórias: uma questão de segurança
Furtos internos no varejo: como evitar Furtos internos no varejo: como evitar

A Detronix é uma industria fabricante de detector de metais, localizada em Caxias do sul. Possuimos uma linha completa de detectores de metais incluindo portas detectoras de metais, detector de metais para industria, detector de metais portateis e uma gama de soluções para diversos segmentos.

Detronix - Detectores de Metais

Rua Emílio Fonini, 545 | CEP 95012-617
Cinquentenário | Caxias do Sul - RS
(54) 3225-7500 | (54) 3289-0600


Contatos para Negócios Internacionais
Menex Comércio Exterior Ltda.
Tel.: +55-54-3221.1426
www.menex.com.br Permaneça conectado
Pós-vendas e assistência técnica
(54) 99670-0615

Detronix - Detectores de Metais